Connect with us

Noticias

Rope Trips: Grupo de aventureiros se torna a maior empresa de Rope Jump da América Latina

Publicado a

em

Rope Trips

Em 2013 o promotor de vendas Marco Jota realizou seu primeiro salto de Rope Jump (salto de pêndulo Humano) e se apaixonou pelo esporte. Se juntou com alguns amigos e criou a Rope Trips Aventuras Radicais, um grupo de amigos que se reuniam aos finais de semana com a finalidade de tentar realizar saltos de Rope Jump nos locais mais altos, e diferentes, possíveis.

Em pouco tempo eles realizaram o primeiro salto de rope jump da américa latina em prédios e os primeiros saltos do Brasil em Cachoeiras e Canions. Isso chamou muito a atenção da mídia em geral, e em pouco tempo o Rope Jump brasileiro começou a ser visto na televisão, jornal, sites e revistas. Isso gerou muitas pessoas procurando a Rope Trips para realizar os saltos, mas como eram somente um grupo de amigos o Marco Jota sempre dizia “apareça em algum evento pra começar a aprender sobre o esporte, uma hora você entra pra equipe”, mas muitas pessoas não queriam aprender sobre o esporte, ou entrar para a equipe, queriam somente saltar e ir embora. Foi neste momento que o Marco Jota viu a oportunidade de negócio e resolveu embarcar na aventura.

Em 2016 abriu a empresa Rope Trips Aventuras Radicais para comercializar saltos de Rope Jump. A princípio a intenção era usar o dinheiro para comprar equipamentos e viabilizar as viagens aos finais de semana. Mas a demanda foi tão alta que as vagas acabavam em questão de horas, até que, em 2017, o Marco Jota largou seu emprego para se focar na empresa Rope Trips Aventuras Radicais.

Com o dinheiro do acerto, Marco Jota se focou em realizar o maior rope jump da américa latina, que em 2017 foi feito na pedreira do dib, em Mairiporã SP. Foram 108 metros de altura com mais de 80 metros de queda livre. O salto foi aberto ao público e virou febre no mundo radical.

Rope Trips

Depois disso pessoas de diversos Estados charam para ir à região deles, em locais fantásticos. Uma das pessoas que chamaram foi o Ricardo Seko, que mostrou o Salto São Francisco, em Guarapuava – PR. Uma cachoeira com 196 Metros de Altura em um cenário deslumbrante. Em 3 meses Marco Jota fez o projeto do salto, organizou a equipe e todos foram até lá, onde foi feito o salto há 196 metros de altura com mais de 140 metros de queda livre e quebrado o recorde Latino Americano, que ainda era deles.

Começou a busca por um local mais alto e, em 2018, Marco Jota conseguiu a autorização para realizar um salto na cachoeira do Tabuleiro, em Minas Gerais. A cachoeira tem 273 metros de altura na Serra do Cipó, um cenário fantástico. O salto teve com uma queda livre de 250 metros, quebrando o próprio recorde. Em 2019, no mesmo local, fizeram um salto ainda mais alto, 292 metros de altura com 270 de queda livre.

Rope Trips

Em 2021 começaram a operar saltos de Bungee Jump e já realizaram mais de 1.200 saltos em menos de 1 ano, em 3 cidades de São Paulo.

Rope Trips

Hoje a Rope Trips é responsável pelo desenvolvimento de mais de 28 saltos de Rope Jump (salto de pendulo humano) em 6 estados brasileiros, sendo 4 recordes latino americanos e 1 mundial, além dos maiores saltos dos Estados RS, PR, SP, MG e GO. Gravaram mais de 50 matérias para mídias nacionais e internacionais com diversas celebridades. Realizam anualmente mais de 6.000 saltos de Rope e Bungee Jump e, como disse Marco Jota antes do salto mais alto que já fez, “isso é só um pedaço do meu sonho, e ele é do tamanho do mundo”.

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o Cosmopolitam no Google Noticias ou Cosmopolitam no Instagram.

Marcus Lehman

Continue Lendo

Mais LIdas

© Todos os direitos reservados.