Connect with us

Eventos & Shows

“Um Baita Festival” reúne estrelas do rock nacional

Publicado a

em

“Um Baita Festival” reúne estrelas do rock nacional como Capital Inicial, Nando Reis, Biquini e Os Paralamas do Sucesso

Os amantes do rock nacional e internacional poderão viver na Fazenda Santa Margarida, em Campinas, cidade do interior do Estado de São Paulo, um dia histórico! “Um Baita Festival” vai reunir, no dia 11 de maio, os principais artistas do gênero nacional como Capital Inicial, Nando Reis, Biquini, Os Paralamas do Sucesso, Flávia Stella e a atração internacional The Calling. A realização é da Oceania Eventos.

Estão disponíveis para o público dois tipos de ingressos: Premium Open Bar e Open Bar. Os ingressos podem ser adquiridos através do site Ticket 360 https://www.ticket360.com.br/.

THE CALLING

Criada em 1996, em Los Angeles, nos Estados Unidos, o The Calling alcançou mais de cinco milhões de cópias vendidas com o primeiro álbum, “Camino Palmero” (2001). É desse registro o single “Wherever You Will Go”, grande hit do grupo. O trabalho tem outras 13 composições, como “Adrienne”, “Nothing’s Changed”, “Could It Be Any Harder”, “Final Answer” e “Just That Good”. Com o álbum de estreia, a banda foi agraciada com disco de ouro nos Estados Unidos e de platina no Brasil.

O segundo registro de estúdio, apropriadamente chamado ‘Two’, saiu em 2004. Destaque para o single “Our Lives”. Em 2005, a banda pausou as atividades e ressurgiu em 2013, repaginada. No mesmo ano, o vocalista Alex foi sequestrado e agredido, precisando passar um período em recuperação. Em 2016, o The Calling retomou as atividades novamente. Diagnosticado com doença de Parkinson em 2011, Alex chegou a ficar de cadeiras de rodas, amargando a possibilidade de nunca mais poder cantar. Porém, contornou a situação e fez questão de levar adiante a carreira do The Calling. Ele é o único integrante original ainda na formação.

CAPITAL INICIAL

Formada por Dinho Ouro Preto, Yves Passarell, Fê e Flávio Lemos, a banda terá no repertório músicas repaginadas como “Veraneio Vascaína”, “Fátima”, “O passageiro”, “Todas as noites”, “Natasha”, “Primeiros erros”, “Independência”, “Tudo que vai”, “À sua maneira”, faixas Lado B, entre outras novidades.

“Os shows do Capital, ao longo desses anos, sempre foram intensos e continuam assim, sendo uma celebração, uma catarse. Foi uma cumplicidade que desenvolvemos com os fãs e, com uma data tão especial como essa, acho que tudo será amplificado. O show que preparamos é inacreditável”, afirmou Dinho.

O espetáculo conta com direção musical de Dudu Marote, produção executiva de Fernando Tidi, direção geral de Luiz Oscar Niemeyer e direção executiva de Luiz Guilherme Niemeyer. A direção de arte é assinada por Batman Zavareze, projeto de iluminação por Cesio Lima, direção de animação por Eduardo Souza e direção de fotografia por Márcio Zavareze. Os arranjos são da própria banda com Dudu Marote.

BIQUINI

O Biquini surgiu, em 1985. Para marcar os 30 anos de carreira, celebrados em 2015, a banda Biquini lançou álbum duplo e DVD e saiu em turnê com o espetáculo “Me Leve Sem Destino”. O show já percorreu várias cidades do Brasil. Durante as apresentações, os músicos Bruno Gouveia (vocal), Carlos Coelho (guitarra), Miguel Flores da Cunha (teclados) e Álvaro Birita (bateria) mostram a essência da banda, que surgiu na década de 1980, se consagrou nos anos 1990 e se reinventou no século 21, quando suas músicas se desatrelaram do estereótipo saudosista para conquistar novos fãs.

Com três músicos de apoio, a banda desfila no palco sucessos do começo da carreira como “Tédio” e “No mundo da lua”, passeia pela década de 1990 com “Vento ventania”, “Impossível” e “Janaína” confirma os sucessos da década passada tocando “Quando eu te encontrar”, “Dani” e “Quanto tempo demora um mês”, e mostra o ótimo momento em que se encontra, apresentando as músicas do disco anterior, “Roda-gigante”, cuja faixa título foi indicada ao Grammy Latino como melhor canção brasileira de 2013.

OS PARALAMAS DO SUCESSO

Os Paralamas do Sucesso são uma das mais importantes bandas da história da música brasileira. Com 40 anos de carreira, 27 discos lançados, dezenas de sucessos e incontáveis shows pelo Brasil e pelo mundo, o grupo segue na estrada, influenciando novas gerações e arrebatando plateias de todas as idades. Para celebrar tantas marcas.

Em 2021, o trio formado por Herbert Vianna (guitarra e voz), Bi Ribeiro (baixo) e João Barone (bateria) deu início a um novo espetáculo, “Paralamas Clássicos”, em que olham para a própria história sob o filtro dos sucessos absolutos. No palco junto com eles, estão os três músicos que acompanham a banda há décadas: João Fera (teclados), Monteiro Jr. (saxofone) e Bidu Cordeiro (trombone).

O trio selecionou 31 faixas que sobrevoam as quase quatro décadas de carreira, numa viagem que começa pelo disco de estreia, “Cinema Mudo” (1983), e passa pelo mais recente álbum, “Sinais do Sim” (2017). O trajeto entre um ponto e outro é a história dos Paralamas contada em forma de música. Estão lá, por exemplo, as canções políticas que nos ajudam a entender a história recente do Brasil: “Alagados”, “O beco”, “Perplexo”, “O calibre”. Também não faltam músicas que cantam o amor em suas mais diversas facetas, como “Meu erro”, “Lanterna dos afogados”, “Aonde quer que eu vá” e “Seguindo estrelas”. Fora “Vital”, “Óculos”, “Ela disse adeus”, faixas tão peculiares quanto atemporais.

O repertório estrelado de “Paralamas Clássicos” é também um passeio pela variedade rítmica dos Paralamas, certamente o grupo que mais misturou gêneros musicais no país. É possível ver a influência do rock inglês no começo da carreira “Fui eu”, “Mensagem de amor”, do reggae e do dub “A novidade”, “Melô do marinheiro”, do requinte pop que se destacou na produção dos anos 90 “Tendo a lua”, Busca vida”, o diálogo com a música latina “TracTrac”, “Lourinha bombril”. É também a chance de ver três músicos excepcionais que, a despeito da longa lista de serviços prestados, continuam produzindo uma das performances ao vivo mais vigorosas de que se tem notícia.

NANDO REIS

Nando Reis é um cantor e compositor brasileiro. Acompanhado de seu violão, Nando vem atravessando fronteiras. O músico é considerado um dos principais compositores e hitmakers brasileiros. Com mais de 40 anos de carreira, ele foi integrante do notório grupo de rock brasileiro Titãs.

Em sua carreira, Nando Reis possui mais de 10 álbuns lançados, seis milhões de cópias vendidas, dois Grammys Latinos vencidos e 12 indicações. O músico segue realizando mais de 100 shows anuais, se consolidando como um dos maiores nomes da Música Popular Brasileira.

Com a turnê “Nando Reis – Voz e Violão”, o artista tem lotado os palcos de todo o país. Tendo somente o violão como o seu parceiro de palco, Nando Reis canta seus sucessos e apresenta versões diferentes para os seus clássicos. O objetivo do show é apresentar as canções exatamente como foram concebidas. Seus fãs, que não se concentram em apenas uma geração, podem esperar uma apresentação emocionante.

O repertório é recheado de sucessos consagrados como “All star”, “Diariamente”, “Espatódea” e “Relicário”. Além disso, versões de seus clássicos também marcam presença como “Luz dos olhos”, “O segundo sol”, “Quem vai dizer tchau” e “Nos seus olhos”.

Mas, Nando Reis não é apenas um grande compositor, e isso fica evidente neste disco. A sutileza de sua poesia surge sustentada pela força de seu violão, cujas cordas de aço e o modo de tocar imprimem um timbre característico que já é assinatura do músico. Suas letras, melodias e seu instrumento, formam um conjunto belo e harmônico e revelam um artista cuja profundidade vai muito além da figura do rockeiro hitmaker.

O show leva o nome do álbum de 2015, gravado com maestria. “Voz e Violão, no Recreio – Volume 1” foi produzido pelo próprio artista e contou com a mixagem de Jack Endino em um estúdio em Seattle, nos Estados Unidos. O álbum está disponível em versão CD e Vinil.

Durante todo o ano de 2017, Nando Reis viajou o Brasil com a turnê “Jardim Pomar”, baseada no álbum de mesmo nome, lançado no final de 2016. O ano foi dedicado também ao projeto Trinca de Ases, ao lado de Gal Costa e Gilberto Gil. Além de algumas apresentações pelo o Brasil, o trio viajou para a Europa, com shows em Paris, Porto, Lisboa, Amsterdam, Zurich e Hamburgo.

FLÁVIA STELLA

Flávia Stella é cantora, compositora e produtora nascida em São Paulo, radicada em Campinas/SP desde a infância. Vinda de uma família musical, foi influenciada por estilos diversos como rock, pop, mpb, samba e funk, transformando-se em uma artística eclética, que explora essa variedade de gêneros musicais em todos os seus projetos, incorporando presença e visceralidade através de seu potente timbre vocal.

Começou a se apresentar no cenário rock em 2006, mas sua estreia expressiva aconteceu com a banda de stoner rock “Freak Company” (Campinas), com a qual lançou o EP, que tem o mesmo nome da banda, em 2016. Essa experiência foi muito marcante na sua carreira, pois o álbum foi gravado ao vivo, todo captado em equipamento analógico, no Studio 606, pertencente ao músico Dave Grohl da banda Foo Fighters e localizado em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Ainda nos Estados Unidos, Flávia Stella subiu ao palco do lendário Whisky a Go Go, famosa casa de show de Los Angeles, palco onde já passaram bandas como Led Zeppelin, Ramones, The Who, Aerosmith, Guns N’ Roses, System of a Down, Oasis e muitos outros nomes importantes do rock mundial, que são referências para a artista.

Desde então, Flávia tornou-se figura presente e influente no cenário musical de Campinas e região. Integrante das bandas Lady Pepper, Divertril e Syndicat, todas formadas por mulheres, marca presença na noite, fazendo releituras do rock e do pop.

Seu próximo projeto será a gravação do álbum “Stellar”, o seu primeiro solo, que está em fase de pré-produção e contará com suas composições autorais e em parceria com outros artistas como Lucas Gotardello e Taynan Dias.

SERVIÇO

Evento: Um Baita Festival (The Calling, Capital Inicial, Biquini, Os Paralamas do Sucesso, Nando Reis e Flávia Stella)

Data: 11 de maio

Horário: 14h

Local: Fazenda Santa Margarida – Rua Rubens Gomes Balsas, 311 – Joaquim Egídio – Campinas/SP.

Mais informações: http://instagram.com/umbaitafestival

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o Cosmopolitam no Google Noticias ou Cosmopolitam no Instagram.

Tiago Ghidotti

Tiago Ghidotti é formando em jornalismo, alem de ser o CEO e Redator Chefe do EGOBrazil, pode ser encontrado nas redes sociais e também pode ser encontrado através do email contato@egobrazil.com

Mais LIdas

© Todos os direitos reservados.