Connect with us

Carnaval

Antonia Fontenelle não será credenciada para o carnaval carioca

Publicado a

em

Antonia Fontenelle não será credenciada para o carnaval carioca

Comprar ingresso, como qualquer cidadão, ou receber convite para algum camarote são as únicas opções de Antonia Fontenelle participar do carnaval da Marquês de Sapucaí, no Centro do Rio de Janeiro, no próximo mês de fevereiro.

Nesta terça-feira 03 de janeiro, a Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) emitiu comunicado oficializando que acatou o pedido da Imperatriz Leoldinense e não vai credenciar a artista para que ela participe da maior festa popular do país.

No último domingo, 01 de janeiro, a atriz e apresentadora debochou de maneira desrespeitosa da primeira-dama, Janja, comparando o figurino que ela vestiu na posse aos trajes usados pelos componentes da Velha-Guarda da Imperatriz.

Em sua fala, Fontenelle afirmou que a tradicional escola de samba é apática e sem graça, segundo ela, como a mulher do presidente: “Olha, gente Isso aqui é a velha-guarda da Imperatriz Leopoldinense. Não entendo muito de moda, mas acho que não precisa, isso aqui é a minha opinião, opinião de uma mulher básica”, criticou. “É apática, não fede e nem cheira. É a Imperatriz Leopoldinense. Nem é a velha guarda da Mangueira, da Mocidade ou da Grande Rio”, disse.

Antonia Fontenelle não será credenciada para o carnaval carioca

Antonia Fontenelle não será credenciada para o carnaval carioca

Jorge Perligeiro, presidente da Liesa, afirmou que tem “obrigação de atender” ao pedido da presidente da Imperatriz Leopoldinense, Cátia Drumond, em não credenciar a youtuber para o carnaval, caso ela solicite.

Ele ressaltou entretanto, que não poderá impedir a entrada da artista no Sambódromo, uma vez que ela pode comprar ingresso para assistir ao espetáculo ou ser convidada para algum camarote.

Confira a integra da nota oficial:

“A Liga Independente das Escolas de Samba do Rio (LIESA), através de sua Diretoria, repudia os comentários depreciativos dirigidos no último domingo, 1º, contra a Imperatriz Leopoldinense e sua Velha Guarda.

Inserida no contexto das 12 agremiações do Grupo Especial do Rio de Janeiro, a verde e branca do bairro de Ramos é merecedora de respeito e deferência.

Merecem o mesmo tratamento os sambistas de sua comunidade que, nos 63 anos de história da Agremiação, mantiveram-se conectados a seus valores, sua tradição e seus desfiles memoráveis, resultantes em oito campeonatos.

Como maior representação cultural do País diante dos olhos do mundo, a folia carioca merece e demanda consideração e valorização diante de suas Escolas e de seu povo”.

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o Cosmopolitam no Google Noticias ou Cosmopolitam no Instagram.

Marcus Lehman

Continue Lendo

Mais LIdas

© Todos os direitos reservados.