Connect with us

Televisão & Novela

Melhores do Ano 2022 do Domingão com Huck foi marcado por discursos políticos e muita emoção

Publicado a

em

Luciano Huck - Foto: TV Globo

A premiação dos Melhores do Ano 2022 do Domingão com Huck (TV Globo), que aconteceu no último domingo (25), foi marcada por discursos políticos e críticas ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). O programa, gravado em 16 de dezembro, premiou dez categorias em dramaturgia, jornalismo, humor e no digital escolhidos pelo público.

Osmar Prado venceu na categoria de ator coadjuvante pela atuação como o Velho do Rio, na novela “Pantanal”, e foi ovacionado pelo público. Em seu discurso, ele disse que divide o prêmio com todo o elenco, equipe da novela e as pessoas que assistiram o folhetim.

“Quero dividir [o prêmio] com a reação do povo nas ruas, conseguimos com a novela dar um pouco de alegria ao nosso povo que foi muito destratado, desrespeitado nos últimos quatro anos. Que em 1º de janeiro consigamos reconstruir tudo”, disse Santos.

No Jornalismo, William Bonner levou o prêmio e destacou que os colegas de profissão passaram os últimos anos sendo hostilizados nas ruas. “Eu, a Renata [Lo Prete] e o César [Tralli] representamos uma carreira de profissionais que nos últimos anos têm se dedicado a levar luz, informação. É muito prazeroso estar aqui vendo a retribuição do público.”

A quinta temporada de “Sob Pressão” ganhou pelo segundo ano consecutivo na categoria de melhor série. Os atores Marjorie Estiano e Júlio Andrade também levaram os prêmios pela atuação na série. “Eu quero repetir Viva o SUS, viva os profissionais da saúde”, disse Andrade.

Luciano Huck - Foto: TV Globo

Luciano Huck – Foto: TV Globo

O diretor de “Sob Pressão” Andrucha Waddington falou da importância de uma série que mostra a saúde pública no Brasil e dedicou o prêmio aos colegas que trabalham com a cultura. “Quero dedicar esse prêmio a todo o setor da cultura, eu acho que a partir de janeiro vamos ter um setor mais ativo”, disse Andrucha.

Tatá Werneck venceu novamente a categoria humor desbancando Paulo Vieira e Fábio Porchat. Ela recebeu o Troféu Paulo Gustavo das mãos da mãe do ator e admitiu que pensou que Vieira levaria o prêmio este ano. Tatá não falou sobre política, mas lembrou dos comediantes que abriram as portas para quem está trabalhando hoje e estão desempregados. “Envelhecer na profissão é difícil, chamem essas pessoas para trabalhar.”

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o Cosmopolitam no Google Noticias ou Cosmopolitam no Instagram.

Marcus Lehman

Continue Lendo

Mais LIdas

© Todos os direitos reservados.