Connect with us

Noticias

Nanda Perim, conhecida como PsiMama, dá dicas da retirada da chupeta na rotina dos pequenos

Publicado a

em

PsiMama, Nanda Perim - Crédito da Foto: Acervo Pessoal / @rnassessoriaimprensa - Divulgação

No processo de desenvolvimento de um bebê, onde gradualmente ele chega à primeira infância, um item frequentemente participa dessa fase: a chupeta. Muito utilizada como válvula de escape para que a criança se acalme, se aquiete ou consiga vivenciar outras situações com mais tranquilidade, ainda assim, o objeto, em algum momento, passa a representar um impasse para os pais. Isso ocorre, pois muitos não sabem qual seria a melhor maneira de retirá-la da rotina das crianças.

De acordo com a PsiMama, Nanda Perim que é psicóloga, mãe e Especialista em Inteligência Parental, o primeiro passo em direção a esse processo de retirada da chupeta é entender que, muitas vezes, os mais viciados na chupeta são os próprios pais, quando a dão para a criança mesmo sem que ela peça. Com isso, o item acaba se tornando uma bengala em favor da necessidade de acalmar ou silenciar os pequenos. Sobre isso, a psicóloga orienta que os cuidadores não ofereçam e deixem que ela esqueça. Nesse sentido, tirar a chupeta de vista pode ajudar, ferramenta que a especialista chama de “quem não é visto não é lembrado”.

Ainda assim, Nanda fala sobre a necessidade de analisar as situações nas quais a criança pede a chupeta.

“Se a chupeta é um apoio emocional, então precisamos cuidar para não tentar desabituar quando a criança mais precisa, como numa grande mudança, adaptação escolar, chegada de irmãos ou algo assim”, explica. “A criança precisa ter certa estabilidade na vida para passar por esse processo” complementa.

Ela aborda a importância dessas análises já que, por exemplo, se a criança pede a chupeta quando está entediada, é necessário ensinar ao filho formas de se distrair que sejam alternativas a esse hábito. Ou então, quando o motivo for tristeza, ensinar a ele como se acalmar sem precisar recorrer a chupeta, ao oferecer colo, carinho, ou um brinquedo preferido. Mesmo que nesses primeiros momentos de instrução, a chupeta seja usada, nos próximos momentos já é a hora de tentar os novos recursos aprendidos sem o uso dela.

A distração também pode ser um artifício usado para auxiliar nesse momento: quando a criança pedir, é indicado tentar distraí-la sempre que possível, para que ela esqueça. Isso ajuda no processo para desacostumar o uso da chupeta. No entanto, Nanda reitera a importância de lidar com esse processo de maneira assertiva e humanizada.

“Se ficar sofrido, pode ser sinal de que a criança não está pronta. Vamos devagar no processo, não tem problema voltar com a chupeta se tiver muito sofrido. Só significa que o processo levará mais tempo e está tudo bem”, revela. E completa “a ideia não é retirarmos a chupeta mas sim desabituar a criança com ela”

PsiMama, Nanda Perim - Crédito da Foto: Acervo Pessoal / @rnassessoriaimprensa - Divulgação

PsiMama, Nanda Perim – Crédito da Foto: Acervo Pessoal / @rnassessoriaimprensa – Divulgação

Além disso, PsiMama também fala que outro passo importante é restringir o uso apenas ao horário de dormir, já que durante a noite é mais difícil pôr fim a esse costume. Ela explica que, ao fazer isso, os pais já podem começar a conversar com a criança sobre a retirada após o sono, dizendo que, depois que elas dormirem, irão guardar a chupeta para que possam dormir melhor, e dá uma dica bônus sobre o uso da chupeta durante à noite.

“Depois que a criança dormir e relaxar, falar no ouvido dela que devagar ela vai sentir que não precisa mais da chupeta. Chama ‘Fala no Sono’ e ajuda a criança a processar a informação. Na hora de tirar a chupeta durante o sono pode dizer ‘agora vou tirar sua chupeta e você vai dormir muito bem sem ela’”, conta.

Nanda aborda mais o assunto em “Quando dei tchau para a Pepê”, livro infantil escrito por ela, que tem como objetivo conduzir o processo de “deschupete” com respeito e acolhimento, de forma que ajude a criança a não precisar mais da chupeta ao invés de, simplesmente, tirá-la do filho. Para ter acesso mais de perto ao conteúdo da PsiMama, é possível através de seu perfil no Instagram, onde Nanda aborda uma relação mais humanizada, leve e assertiva entre pais, filhos e família, em geral.

Conheça mais sobre Nanda Perim:
https://instagram.com/psimamaa
http://PsiMama.online

Imprensa Concedida por: Roberta Nuñez – https://instagram.com/rnassessoriaimprensa

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o Cosmopolitam no Google Noticias ou Cosmopolitam no Instagram.

Renato Cipriano

🧾 Jornalista - MTB 089283 🎤 Radialista - DRT 055753 📺 Crítico de Tv

Continue Lendo

Mais LIdas

© Todos os direitos reservados.