Connect with us

Entretenimento

Paulo Vieira rebate ameaças e ataques racistas após piadas no “Melhores do Ano”

Publicado a

em

Paulo Vieira rebate ameaças e ataques racistas após piadas no "Melhores do Ano"

Na noite desta quarta-feira (28), Paulo Vieira usou suas redes sociais para denunciar ameaças e ataques racistas que recebeu após piadas feitas durante o “Melhores do Ano“, no “Domingão com Huck“. O comediante divulgou prints dos comentários e desabafou sobre a situação no Twitter.

“São centenas de comentários assim. Fora as ligações pra mim, pra minha equipe, minha família… E eu tô bem, tá? Sei que isso é só reação ao poder incontestável do humor. Tô forte e cada vez mais certo do meu papel”, escreveu ele na web.

Paulo Vieira rebate ameaças e ataques racistas após piadas no "Melhores do Ano"

Paulo Vieira rebate ameaças e ataques racistas após piadas no “Melhores do Ano”

Nas mensagens, pessoas o ofenderam com diversos termos pejorativos, como “macaco”, “bicha preta” e “chimpanzé”, além de desejarem que o humorista morresse “como Marielle Franco” — vereadora do Rio de Janeiro assassinada em 2018.

Amigos e admiradores do artista se pronunciaram nas redes sociais, o apoiando e enviando mensagens de carinho. “Meu amigo tão amado… Cada vez mais percebemos nosso papel enquanto artistas e cidadãos se fortalecendo. Você é único, é gigante, é sagaz — tudo o que incomoda demais! Que a pequenez não te envenene… amo você!”, declarou a cantora Maria Rita. “O seu brilho sempre vai incomodar os pobres de espírito. Que a lei dê a eles o que merecem”, comentou a jornalista Carla Vilhena. “Processinho em cada covarde desse!”, exprimiu ainda a atriz Suzana Pires.

No domingo (25), durante o tradicional “Melhores do Ano” da TV Globo, Paulo fez piadas ácidas envolvendo diversas personalidades brasileiras, inclusive políticos. Por diversas vezes, o comediante ironizou as manifestações antidemocráticas que aconteceram no país, além de alfinetar diretamente o empresário Luciano Hang, da Havan, declaradamente bolsonarista. “Chorei quando o Velho do Rio (personagem de ‘Pantanal’) morreu. Eu fiquei revoltado. Que Deus é esse que leva o Velho do Rio e deixa o ‘Veio’ da Havan?”, indagou Vieira durante a atração.

Desde então, ele vem sendo atacado por apoiadores de Jair Bolsonaro (PL). Na terça-feira (27), o humorista chegou a falar sobre a situação, debochando dos ‘haters’. “É claro que a extrema direita fascista não aceita piadas, eles não aceitam nem o resultado das eleições”, escreveu o artista nas redes sociais. “Não me arrependo de nenhuma piada contra os golpistas flopados. Pelo contrário, vou piorar. Sei que mídia é poder e vou usar meu poder para construir um país melhor”, discursou também à coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo.

 

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o Cosmopolitam no Google Noticias ou Cosmopolitam no Instagram.

Marcus Lehman

Continue Lendo

Mais LIdas

© Todos os direitos reservados.