Connect with us

Eventos & Shows

Show de Ivete Sangalo em clima intimista marca retorno da Macaco Sessions

Publicado a

em

Foto: Tácio Moreira/Divulgação

Segunda temporada do projeto será lançada nesta sexta (14); Margareth e Parangolé também participam

Você, que é da Bahia ou gosta de Carnaval, com certeza já deve ter se pegado ouvindo uma playlist de lá. Clima intimista, estúdio com atmosfera gostosa com artistas próximos do público, que fica ao seu redor dele. Jau, Saulo, Harmonia do Samba, Claudia Leitte, Tatau, Durval Lelys, Leo Santana, Psirico, Ilê Aiyê… a lista de quem já passou por lá é grande.

Sim, estamos falando do Macaco Sessions, que volta a colocar seu bloco na rua (ou seria em casa?) com seu cenário que se assemelha à uma sala e artistas e fãs dividindo o mesmo ambiente. A segunda temporada será lançada nesta sexta-feira (14), às 20h, no YouTube da Macaco Gordo, com convidada especial: Ivete Sangalo.

“Casa é isso. A síntese do projeto, ele é feito de uma reunião intimista, com o artista do seu lado. E é essa proximidade que o projeto leva para as casas”, explica o diretor Chico Kértesz.

O projeto iniciou como uma aposta e hoje é um grande sucesso em diversas plataformas. A primeira temporada acumulou mais de 31 milhões de visualizações no YouTube e mais de 23 milhões de execuções no Spotify.

Chico Kértesz, diretor do projeto, observa gravação nos bastidores da Macaco Gordo (Foto: Tácio Moreira/Divulgação)

Chico Kértesz, diretor do projeto, observa gravação nos bastidores da Macaco Gordo (Foto: Tácio Moreira/Divulgação)

O episódio de estreia, com Veveta, na nova temporada, vai misturar clássicos com o novo. Serão três músicas novas: Casos de Moral, Petit Gateau e O Que Será de Nós, composição da própria Ivete cantada em dueto inédito com Tierry.

“Ivete não foi escolhida, ela escolhe. Tivemos a oportunidade de casar as datas neste momento, e nós gravaríamos ela em qualquer circunstância. Ela foi escolhida por toda a contribuição para a música brasileira, pela potência como artista”, completa Chico.

Entusiasta do projeto, Ivete diz que é gostoso diminuir os espaços entre artista e público – algo que conversa diretamente com a proposta do Macaco Sessions.

Foto: Tácio Moreira/Divulgação

Foto: Tácio Moreira/Divulgação

caso, a minha inspiração, a minha verve e a minha força vêm dessa relação mais próxima com meu público. Todas as tentativas de aproximar o público da realidade da vida do artista, tanto de criar quanto de cantar e de se sentir mais íntimo, reverbera e funciona energeticamente para o artista”, afirma Ivete.

Ivete conta que participar da Macaco Sessions já era uma ideia antiga e que a experiência foi deliciosa. E que, apesar do clima intimista, o som foi potente.

Ivete e Tierry se abraçam (Foto: Rafa Mattei/Divulgação)

Ivete e Tierry se abraçam (Foto: Rafa Mattei/Divulgação)

“Foi íntimo porque eu tinha pessoas do lado, que são fãs íntimos, mas a sonoridade foi full. Os instrumentos plugados, a gente botou pra quebrar. Foi delicioso! Eu acho sensacional essa iniciativa de deixar o público mais perto da gente e fazer música”, reforça.

O show de Ivete na Macaco Sessions vai ser lançado como álbum pela cantora em suas plataformas digitais, também a partir de hoje. E tem como convidada a cantora Camila Nunes, sua sobrinha, na canção Meu Presente.

“Como a gente sempre cantou em casa junto, eu tive a ideia de chamá-la pra participar. É uma sobrinha muito linda e talentosa, eu acho que chegou a hora da gente se encontrar, e foi nesse projeto que a gente tem carinho muito grande. Ela tem uma voz linda e os fãs amaram”.

Pré-carnaval?

Além de aproximar artista e público, a concepção do Macaco Sessions passou por outro importante fator: iluminar a produção musical baiana e gravar grandes canções que não tinham registro de qualidade nas plataformas de áudio e vídeo. Dessa ideia, que saiu das cabeças de Jau, Chico e do jornalista José Eduardo, nasceu a primeira temporada e seus 16 episódios.

Com o tempo, a ideia foi se expandindo e saiu da Bahia e incluindo artistas de outros estados.

”Na verdade, o projeto é pensado para ser um registro de carreira dos artistas, não necessariamente baianos. Já gravamos, por exemplo, Péricles e Black Alien. E a expectativa é que nessa temporada ainda tenhamos mais artistas de fora”, disse Chico.

Por enquanto, estão confirmados Margareth Menezes e o Parangolé, dando um ar de pré-carnaval à segunda temporada

** A opinião expressa neste texto não é necessariamente a mesma deste site de notícias.

Para ficar por dentro de tudo sobre o universo dos famosos e do entretenimento siga o Cosmopolitam no Google Noticias ou Cosmopolitam no Instagram.

Tiago Ghidotti

Tiago Ghidotti é formando em jornalismo, alem de ser o CEO e Redator Chefe do EGOBrazil, pode ser encontrado nas redes sociais e também pode ser encontrado através do email contato@egobrazil.com

Mais LIdas

© Todos os direitos reservados.